Co-marketing: a força da parceria para gerar negócios no Marketing Digital

Tempo de leitura: 14 minutos

Você já imaginou se houvesse uma forma de aumentar a audiência atingida pelas suas ações de Marketing Digital? E se, ao mesmo tempo, desse para reduzir os custos para a sua empresa? Isso pode se tornar realidade com a utilização do co-marketing!

Quando duas organizações se unem em um objetivo em comum, a tendência é que ambas saiam ganhando da relação, certo? Essa mesma linha de raciocínio pode ser aplicada no Marketing Digital.

A combinação de esforços para se relacionar com o público pode trazer bons resultados para ambas empresas.

Thor e Bruce em ação de co-marketing

Um projeto colaborativo permite que você trabalhe menos e receba mais recompensas. É o sonho de qualquer empresa. Se você se interessou pela ideia, acompanhe uma série de dicas e truques para criar uma campanha bem-sucedida de co-marketing e relacionamento, do início ao fim!

O que é o co-marketing?

mãos representando o que é co-marketing

O co-marketing acontece quando duas empresas unem os seus esforços para realizar ações que promovem as duas marcas. Em uma parceria de co-marketing, ambas as empresas promovem um conteúdo ou produto e compartilham os resultados dessa promoção.

Dessa forma, é possível alavancar o relacionamento e o alcance obtido. Ou seja, as campanhas de co-marketing são projetadas para aumentar a audiência atingida e a eficácia das ações, com menos trabalho.

Pense em uma parceria entre um site que vende passagens aéreas com um site para reserva de hotéis. Eles podem maximizar o impacto de suas ações de Marketing Digital com menos trabalho e menos custos.

Além disso, os clientes ficarão satisfeitos por conseguirem agilizar as suas reservas.

O ideal, é que as empresas parceiras no co-marketing possuam um público-alvo semelhante, com os mesmos interesses. Assim, ao alinhar os seus esforços, conseguem criar um impacto que não conseguiriam ter sozinhas.

A forma como isso é colocado na prática pode variar bastante de acordo com a parceria. Podem ser diversas ações conjuntas nos formatos de blog posts, infográficos, e-books, webinars, entre diversas outras opções.

Se você quer saber mais sobre os formatos de conteúdo e como fazê-los leia nosso artigo sobre Marketing de Conteúdo.

Os benefícios para os envolvidos na parceria

O co-marketing ajuda as marcas a criarem uma nova audiência e a entregar novos tipos de conteúdo ao público. Geralmente, por trás disso é elaborado um formulário de geração de leads para capturar informações de contato.

O objetivo disso é que os parceiros compartilhem os downloads da oferta, obtendo o dobro de acessos do que eles teriam normalmente.

Mas essa não é a única maneira de realizar uma campanha de co-marketing. Mesmo sem a utilização da abordagem acima, dois parceiros podem concordar em organizar um evento online em conjunto e dividir os custos ou, em uma escala menor, ou promover uma série de postagens de blog como convidados nos sites uns dos outros, o famoso Guest Post.

O importante mesmo é garantir que a finalidade e o objetivo do projeto sejam semelhantes para ambas as partes. Assim, os resultados serão satisfatórios para todas as empresas envolvidas na parceria.

Qualquer que seja a abordagem definida, o co-marketing promove uma série de benefícios para os parceiros. Vamos conferir os principais deles!

Ofertas complementares impactam na decisão de compra

É muito comum que as empresas considerem como concorrentes apenas as empresas inseridas no mesmo ramo de atuação.

Entretanto, você pode estar perdendo vendas para outras empresas por não conseguir convencer os potenciais clientes a comprarem o seu produto.

O seu cliente pode optar por não fazer uma viagem – e não comprar passagens aéreas na sua empresa – para comprar um novo notebook. Talvez tenha faltado apenas um detalhe para que aquela pessoa tivesse optado por investir o seu dinheiro na viagem, não é?

Agora imagine se as suas ações de Marketing Digital estivessem coordenadas com parceiros que ofertam reserva de hotéis, aluguel de carros ou pacotes turísticos. As chances de que aquele interessado tivesse optado pela viagem seriam maiores.

As ofertas complementares podem exercer um papel fundamental na decisão de compra de um cliente.

Os produtos e serviços promovidos tendem a demonstrar um valor maior quando oferecem mais vantagens ao cliente.

Facilite a construção de autoridade

construindo autoridade com o co-marketing

A autoridade de uma marca é conquistada ao longo do tempo, com ações que mostram ao consumidor que ela realmente possui expertise naquele assunto.

Uma ótima forma de construir autoridade é através da criação de conteúdos úteis para a sua audiência. E para te ajudar na criação de conteúdos preparamos este artigo completo sobre o assunto.

Porém, às vezes pode ser bem difícil informar o seu público de todos os assuntos de seu interesse, pois o leque de conhecimentos precisa ser muito grande. Uma ótima forma de contornar esse problema é através do co-marketing.

Ao produzir conteúdos em parceria com outras empresas que exercem atividades complementares à sua, você tem a oportunidade de aliar os conhecimentos. Dessa forma, o público tem acesso a uma informação mais completa e aprofundada, ficando mais satisfeito.

Uma agência de Marketing Digital pode produzir um e-book muito interessante sobre as melhores práticas para estabelecer presença digital, mas com a colaboração de uma agência de design esse mesmo conteúdo poderia ser muito mais rico para o leitor, certo?

Atinja novas pessoas

alcance novas pessoas usando o co-marketing

Quando você publica um novo conteúdo, quem tem acesso a ele são todas as pessoas que já acompanham a sua marca e algumas novas que descobrem a sua empresa – seja por indicação, compartilhamentos, publicações impulsionadas ou mecanismos de busca.

Da mesma forma, uma empresa parceira no co-marketing também já possui um público fiel que costuma acompanhar as suas postagens.

Ao unir forças para produzir conteúdos em conjunto, as empresas envolvidas na parceria conseguirão ser vistas pelo público de ambas.

Dessa forma, você consegue atingir novas pessoas (que você já sabe que estão interessadas no assunto) facilmente.

Reduza os custos com ações de Marketing Digital

Apesar de as ações de Marketing Digital possuírem um custo muito pequenos quando comparados ao marketing tradicional, ainda representam o uso de alguns recursos da sua empresa – principalmente quando você planeja expandir a sua audiência.

Quando você aposta no co-marketing, o alcance e a efetividade das suas publicações tendem a ser maiores, conforme já vimos ao longo deste artigo.

Além disso, os custos das ações são diluídos entre as empresas parceiras, o que diminui as despesas com o Marketing Digital.

Tenha menos trabalho para produzir mais resultados

Sempre que você realiza um trabalho em equipe, a ideia é que todos contribuam de forma positiva para atingir um resultado final satisfatório. Desse modo, você tem menos trabalho e atinge uma qualidade que dificilmente atingiria trabalhando sozinho.

O co-marketing funciona da mesma forma. As empresas parceiras trabalham juntas para atingir um bom resultado, o que alivia o trabalho para ambas as partes e produz resultados ainda mais satisfatórios.

Está curtindo esse artigo?

então deixe o seu e-mail aqui embaixo pra receber mais artigos como esse em primeira mão

Gere mais leads e promova vendas

Vimos no início deste capítulo que uma das abordagens do co-marketing trabalha com formulários de contato para gerar leads, certo?

A partir disso você pode continuar nutrindo esses leads com conteúdos relevantes até levá-los ao momento da compra.

Ou seja, o co-marketing pode ser incorporado às suas outras práticas de Marketing Digital e contribuir com a geração de mais leads. Com isso, todos os resultados obtidos serão mais positivos.

Como encontrar o parceiro ideal para o co-marketing?

Rg Plus - Co-marketing

Depois de compreender o que é o co-marketing e quais são os seus benefícios, você deve estar se perguntando como pode aplicá-lo na prática, certo? O primeiro passo para isso é encontrar o parceiro ideal.

Afinal de contas, os resultados positivos só aparecerão se você constituir parcerias certeiras, que sejam capazes de impactar no seu público. Para ajudá-lo nessa busca, separamos alguns aspectos que você deve prestar muita atenção na escolha do parceiro ideal:

Relevância da audiência

Sobre a audiência do seu parceiro, você precisa estudar dois pontos principais: a qualidade e a quantidade. Será que o público do seu parceiro tem os mesmos gostos e interesses que os seus? Vocês exercem atividades similares ou que se complementam?

Se sim, é hora de estudar o volume de pessoas que já acompanham a empresa parceira – o que pode ser visto pelo número de curtidas em suas mídias sociais, acessos no website e, principalmente, pelo engajamento nas publicações.

Não seria nada vantajoso estabelecer uma parceria com uma empresa que possui uma audiência muito baixa quando comparada à sua, não é? Você estaria apenas ajudando o seu parceiro, sem receber nenhuma vantagem em troca.

Resultados potenciais

Ao avaliar a relevância da audiência do seu parceiro, você consegue estimar os resultados potenciais que podem ser obtidos pela sua empresa.

Afinal, você está investindo no co-marketing para melhorar os resultados de suas ações com Marketing Digital.

Você acha que pode aproveitar uma boa parte da audiência do seu parceiro para gerar leads e levá-los até o momento da compra? Esse é um aspecto fundamental para uma parceria de sucesso.

Conhecimentos complementares

Conforme já vimos anteriormente, o sucesso de uma parceria de co-marketing passa pela união de empresas com conhecimentos complementares.

Dificilmente você conseguirá coordenar ações com bons resultados entre uma revenda de carros e uma clínica de estética.

Além de aproveitar uma audiência com mesmos gostos e interesses – o que facilita o interesse mútuo – é através de conhecimentos complementares que você consegue construir a autoridade da sua marca.

Reputação do parceiro

Tenha em mente que a reputação do seu parceiro interferirá diretamente na sua. Ao ser visto como parceiro de uma empresa com ótima reputação, a sua marca também será bem-vista e ganhará credibilidade.

Porém, da mesma forma, ao estabelecer uma parceria com uma empresa de má reputação no mercado, você tem muito a perder.

Vários dos seus clientes podem acabar se afastando da sua empresa caso você esteja relacionado a um parceiro conhecido por más práticas no mercado.

Qualidade do trabalho em equipe

Quando todos os outros requisitos estiverem preenchidos, chega a hora de colocar a mão na massa.

O co-marketing é baseado em um trabalho cooperativo entre os parceiros, ou seja, o fluxo do trabalho deve fluir de forma positiva para que tudo saia como o planejado.

Se você começar uma parceria com uma empresa que possui dificuldade em cumprir prazos, não está com as ideias alinhadas às suas ou espera que você resolva tudo sozinho, pode enfrentar sérias dificuldades para atingir bons resultados.

Como executar o co-marketing?

Como executar o co-marketing

Você decidiu investir no co-marketing e já encontrou o parceiro perfeito. E agora? Como proceder para executar as ações na prática? É o que veremos logo abaixo!

1. Faça um bom planejamento

Se organizar as atividades dentro da sua empresa já pode ser uma tarefa bem complicada por conta da conciliação de agendas, imagine só coordenar as atividades de duas empresas. Para tirar o projeto do papel, serão necessárias várias etapas. E um bom planejamento é fundamental.

Comece com uma reunião inicial para traçar objetivos e criar um cronograma de ações. Dessa forma, cada etapa poderá ser bem pensada para que tudo dê certo: definição de estratégias, produção de conteúdos, design, gravação, criação de artes, execução das promoções, e-mails marketing, entre outros.

Tudo isso deve ser feito de modo que não interfira nas atividades principais de cada uma das empresas. Ou seja, planeje tudo para que exista uma boa margem e tudo possa ser desenvolvido sem maiores complicações.

2. Defina os formatos que serão utilizados

A definição dos formatos de conteúdos promovidos pela parceria é uma das primeiras decisões a sere tomadas – afinal de contas, é a partir disso que vocês começarão a se envolver com a produção de materiais.

Para isso, descubram quais são os formatos mais consumidos pelo seu público. Artigos em blogs, vídeos, webinars, e-mail marketing, mídias sociais, e-books. Tudo isso precisa ser levado em conta.

3. Estabeleça a forma de trabalho

Como o trabalho será executado? Quem ficará responsável por quais atividades?

Uma ótima forma de desenvolver os conteúdos é através de documentos compartilhados, em que todos os envolvidos possam trabalhar de forma colaborativa.

Conforme o trabalho vai avançando, todos podem contribuir com feedbacks, dar novas ideias ou combinar a contratações de serviços de terceiros para aprimorar os materiais. Com isso, os conteúdos sempre agradarão os dois parceiros e serão de grande valor para o público.

Além disso, será preciso estabelecer uma estratégia pensando nos temas abordados, quantidade de publicações e forma de divulgação.

Depois de concluída a produção, a promoção do conteúdo deve ser coordenada entre os parceiros para atingir a maior quantidade possível de interessados.

4. Procure sempre benefícios para todos

Lembre-se sempre de que o co-marketing é baseado em uma parceria benéfica para todos.

Quando um dos envolvidos esquece desse princípio básico, as ações dificilmente conseguem gerar bons resultados com o público.

Imagine só a criação de conteúdos que falam apenas sobre uma das empresas, deixando a outra como mera figurante.

As informações tendem a ser mais rasas e menos impactantes – além de deixar um dos parceiros insatisfeito.

Boas práticas para atingir ótimos resultados

Parceria de co-marketing que traz benefícios

Para finalizar, separamos algumas boas práticas para que a sua parceria no co-marketing traga ótimos resultados. Confira:

    • Seja muito claro em seus objetivos. Você quer gerar leads? Aumentar a autoridade? Começar a construir relacionamentos? O seu parceiro deve saber qual é o seu objetivo para definir se vocês estão alinhados. Se isso não for feito, nenhum dos parceiros obterá bons resultados.
    • Definam o tema dos conteúdos. Decidam um tópico que será mutuamente benéfico e atrativo para ambos os públicos.
    • Determine um bom cronograma para os parceiros. Combinem o tempo para a criação dos conteúdos. Lembre-se que para um conteúdo maior, como um e-book ou webinar, o tempo de execução deve ser maior.
    • Decida quais são suas habilidades fortes. É provável que entre as duas empresas e equipes, algumas pessoas sejam melhores em determinadas tarefas do que outras. Se você distribuir as tarefas com base em quem é bom no que, o processo será muito mais eficiente.

Por fim, cheguem a um acordo que abrange os conceitos básicos:

  1. Temas que vocês abordarão
  2. Cronograma do projeto
  3. Objetivos
  4. Onde o conteúdo será hospedado
  5. Contrato de compartilhamento de leads
  6. Planos de promoção dos conteúdos

Pronto! Seguindo esse passo a passo vai ser muito mais fácil começar a pensar em parceiro para elaborar com você os primeiros co-marketings.

Você já conhecia o co-marketing e a força da parceria para gerar negócios no Marketing Digital? O que você achou da ideia? Compartilhe a sua opinião nos comentários!

Curta e Compartilhe: